Como trabalhar connosco

Conseguiu... ou não

Esteve numa entrevista, talvez até numa segunda entrevista para discutir detalhes do emprego e do seu contrato. E agora está à espera da decisão final.

Se pretendermos oferecer-lhe emprego, normalmente informá-lo-emos pessoalmente - em geral, através de uma chamada telefónica por parte dos Recursos Humanos. Normalmente, concedemos alguns dias para decidir se aceita a nossa oferta. No entanto, não deverá demorar demasiado tempo, pois precisamos de iniciar os preparativos e de informar os outros candidatos. Nesta altura, também é importante para nós definir a data de início exata.

Oh não, uma carta de rejeição - e agora?

Embora não haja praticamente ninguém que nunca tenha recebido um telefonema ou uma carta de rejeição, é sempre um momento dececionante. Afinal, as candidaturas a empregos estão sempre associadas a um sentimento de esperança e antecipação.

Lembre-se de que uma resposta negativa não significa a sua rejeição como pessoa. Significa apenas que houve outro candidato cujo perfil pessoal se ajustava melhor a um emprego específico, num determinado momento. Por vezes, é muito ténue a linha que faz a diferença.

Se receber um telefonema ou carta de rejeição após uma entrevista, obviamente pode pedir a opinião do entrevistador, bem como comentários que possam ser úteis para candidaturas futuras. Dada a grande variedade de vagas, pode acontecer que, num futuro próximo, o seu perfil se ajuste a um cargo diferente na Bayer. A experiência demonstra que a segunda ou terceira candidatura muitas vezes é bem-sucedida. Talvez o entrevistador pense em si na próxima vez em que houver uma vaga. Em todo o caso, teríamos muito gosto em voltar a receber uma candidatura sua.